segunda-feira, 4 de maio de 2009

Hipocampo, a arte de Antonio Amaral

O cruzamento das artes plásticas com os quadrinhos deram frutos na obra de Antônio Amaral, ganhador do troféu HQ Mix 2000, na categoria melhor revista independente. Artista inquieto e destruidor de paradigmas, Amaral já expôs pelo Brasil e exterior. Ninguém lê um trabalho seu sem passar por profundas transformações. O autor joga com a metáfora e o desenho abstrato, resumindo a mensagem, dizendo alguma coisa através de outra. Amaral fala da natureza humana de forma inusitada. Suas cores transbordam nos quadrinhos, que vem desalinhados, porém, dentro de uma coerência pouco encontrada nos produtos mais comerciais.




Um comentário:

  1. Pra mim o Amaral é apenas genio! Nada mais.(jota a)

    ResponderExcluir